Pular para o conteúdo principal

Mundo

Pyongyang diz que guerra nuclear é possível a qualquer hora

O vice-embaixador da Coreia do Norte junto às Nações Unidas, Kim In-ryong, disse à ONU na segunda-feira (16) que a situação na península atingiu "um ponto muito arriscado" e que "uma guerra nuclear pode eclodir a qualquer momento".
Kim In-ryong falou diante de um comitê de desarmamento da organização, afirmando que "a Coreia do Norte apoia a eliminação total de armas nucleares e os esforços de desnuclearização do mundo inteiro", mas que o país não poderia assinar o Tratado de Banimento de Armas Nucleares devido a ameaças por parte dos Estados Unidos.
O diplomata acrescentou que "nenhum país do mundo foi sujeitado a uma ameaça nuclear tão extrema e direta pelos Estados Unidos por tanto tempo".
Kim In-ryong também alertou que os EUA estariam ao alcance dos mísseis da Coreia do Norte: "Se os Estados Unidos ameaçarem invadir o nosso território sagrado – nem que seja por um milímetro – eles não escaparão de uma punição severa nossa em qualquer parte do globo."

Diálogo direto

Em visita a Tóquio, o subsecretário de Estado dos EUA, John Sullivan, afirmou nesta terça-feira (17/10) que a Casa Branca "não descarta" a possibilidade de dialogar de forma direta com a Coreia do Norte, apesar do contexto de tensão que envolve os dois países.
O vice-ministro das Relações Exteriores americano defendeu assim a via diplomática para resolver a crises na região, após reunião com seu homólogo japonês, Shinsuke Sugiyama. Sullivan realiza atualmente uma viagem por países asiáticos com foco na questão norte-coreana.
"Ainda que estejamos concentrados em elevar a pressão [sobre a Coreia do Norte], não descartamos a possibilidade de empreender conversas diretas", afirmou Sullivan após encontro com Sugiyama, em declarações gravadas pela emissora estatal NHK.
"Nossa ênfase é na diplomacia para resolver este problema. Mesmo assim, devemos estar preparados para o pior junto a nossos aliados Japão e Coreia do Sul, entre outros, caso a diplomacia falhe", disse Sullivan.
As tensões na Península da Coreia tiveram uma escalada nos últimos meses com a guerra retórica iniciada pelo presidente americano Donald Trump e pelo ditador norte-coreano Kim Jong-un, que ameaçaram destruição mútua.
As declarações de Sullivan reafirmam a recente aposta no diálogo pelo governo Donald Trump antes da próxima viagem do presidente americano à Ásia. Ele deverá visitar Coreia do Sul, Japão e China e assegura que segue buscando uma solução diplomática antes de optar pela via militar, tal como afirmou no fim de semana o secretário de Estado Rex Tillerson. No domingo, Tillerson disse à rede de TV CNN que os esforços diplomáticos para resolver a crise da Coreia do Norte "continuarão até a primeira bomba".

Relutância americana

A China insistiu na necessidade de negociações diretas entre Washington e Pyongyang para resolver a situação, enquanto tanto os EUA quanto seu aliado Japão vêm recusando a via diplomática – a menos que o regime liderado por Kim Jong-un renuncie ao desenvolvimento de mísseis balísticos e bombas nucleares.
Além de mostrar disposição ao diálogo, Washington aumentou a implementação de ativos estratégicos em torno da Península Coreana para intimidar Pyongyang. As ações incluem o início de manobras navais conjuntas com Seul.
Por seu lado, a Coreia do Norte ameaçou novamente na última sexta atacar a ilha de Guam, sede de uma das maiores bases militares norte-americanas no Pacífico.
Pyongyang realizou diversos testes de mísseis e dois testes nucleares no último ano, violando resoluções da ONU. Após a conclusão do sexto teste nuclear pela Coreia do Norte em setembro, o Conselho de Segurança da ONU ampliou as sanções já vigentes contra o país.
Fonte 
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Postagens mais visitadas deste blog

Luiz Barata é homenageado pela Motopel em Ipirá

A terça-feira, 27, começou de maneira surpreendente e emocionante para Sr. Luiz Magalhães, conhecido carinhosamente por Luiz Barata. Há muitos anos na Motopel, Luiz Barata viabilizou para muitos a esperança de um dia possuir uma motocicleta.  As homenagens pela passagem do seu aniversário contaram com toda equipe da Motopel, clientes e amigos que fizeram questão de prestar as mais sinceras felicitações. A diretoria e os funcionários da empresa não poderiam deixar esta importante data passar em branco. Por volta das 10h, Luiz Barata foi chamado para receber uma homenagem pelos anos de vida e os vários anos de serviços prestados a empresa. Na oportunidade, fizeram uso da palavra a Gerente Comercial Ana Celia Ribeiro, a Diretora Gislane Cavalcanti em nome do Grupo Motopel e o Diretor Wilson Perei Filho em nome de toda a família Motopel.





Dílson da Farmácia necessita com urgência de doação de sangue

Antônio Dílson Coutinho Fonseca, popularmente conhecido como Dílson da Farmácia Santo Antônio em Ipirá, está internado no Hospital Dom Pedro de Alcântara em Feira de Santana, com um quadro de anemia e necessita urgentemente de sangue de qualquer tipo de sanguíneo.

Quem puder fazer a doação, deverá comparecer nesta segunda-feira (23) ao IEF em Feira de Santana para fazer a doação em nome de Dílson Coutinho.

Fonte: Caboronga Notícias com imagem do Facebook

Comoção e lágrimas marcaram o sepultamento de “Sinho Xêpa” em Ipirá

Trilheiros de motocross, motambike, ciclistas, desportistas, familiares, amigos e admiradores de Marcio Galdino dos Santos “Sinho Xêpa”, se despediram do amigo na manhã desta segunda-feira (09), com emoção, aplausos e lágrimas. Durante toda noite deste domingo, milhares de pessoas se revezaram no velório que aconteceu na residência da família, localizada na Avenida Pedro José da Silva, número 14, bairro Casas Populares, para prestar as últimas homenagens aos amigos que era um símbolo de alegria para todos que o conheceram. Marcio Galdino Santos “Sinho Xêpa”, faleceu aos 39 anos na manhã deste domingo (08), vítima de acidente de veículo na rodovia Ipirá-Itaberaba. Além de excelente profissional de Educação Física, ficou conhecido por realizar no período de festas juninas o tradicional Forró da Xêpa. O cortejo fúnebre saiu da residência da família, percorreu várias ruas da cidade e seguiu com destino ao cemitério do povoado de Umburanas, onde será sepultado. “Fica para todos os que o c…