Pular para o conteúdo principal

PF vê indícios de que Rodrigo Maia recebia dinheiro de caixa 3


Em relatório de um dos inquéritos que investigam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a Polícia Federal apontou indícios de que suas campanhas receberam dinheiro de empresas a mando da Odebrecht, prática chamada pelos investigadores de "caixa três".
Desde que vieram a público as delações de donos e executivos da empreiteira, em abril, apontava-se a Cervejaria Petrópolis, que fabrica a Itaipava, como a principal parceira da Odebrecht no caixa três.
Segundo a Odebrecht, a cervejaria doou nas eleições de 2008, 2010, 2012 e 2014 cerca de R$ 120 milhões a diversos políticos a pedido da empreiteira –e usou ainda outras duas empresas com as quais mantinha negócios. Agora, as investigações têm buscado os beneficiários, que não foram devidamente identificados nas delações.
No seu relatório, a PF destacou ter localizado na prestação de contas da campanha de Maia de 2014 uma doação de R$ 200 mil da empresa Praiamar Indústria Comércio e Distribuição, ligada à Cervejaria Petrópolis. A Praiamar doou ao diretório nacional do DEM, que repassou a Maia.
Também em relação a 2014, a PF anotou haver doações da Cervejaria Petrópolis ao diretório nacional do DEM, no valor de R$ 6,1 milhões.
Já em 2010, segundo a polícia, a campanha de Maia à Câmara recebeu R$ 389 mil do diretório estadual do DEM fluminense. O diretório, por sua vez, havia recebido R$ 20 mil da Praiamar e R$ 80 mil da Leyroz Caxias Indústria Comércio e Logística, outra empresa ligada à Cervejaria Petrópolis.
Até aquele ano, o sistema da Justiça Eleitoral não permitia verificar a fonte original de recursos que chegassem às campanhas por meio de diretórios partidários. A PF observou que é "certo de que existe a possibilidade de [os valores repassados a Maia pelo diretório] terem sido originados das referidas empresas parceiras da Odebrecht [Praiamar e Leyroz]".
Investigado no mesmo inquérito, o pai do presidente da Câmara, o vereador do Rio Cesar Maia (DEM), também recebeu doação de R$ 50 mil da Cervejaria Petrópolis. O repasse foi via diretório nacional do DEM em 2014, quando ele disputou uma vaga no Senado e perdeu.
O relatório da PF é de 28 de junho e se tornou acessível no inquérito no final de novembro.
TRIANGULAÇÃO
Em depoimento à PF em julho, o dono da Cervejaria Petrópolis, Walter Faria, disse que estreitou relações com a Odebrecht após a empreiteira construir suas fábricas. Em 2010, segundo Faria, o então executivo da Odebrecht Benedicto Júnior, o BJ, lhe perguntou se ele poderia fazer doações eleitorais.
Segundo Faria, "BJ lhe explicou que [a empreiteira] não desejava figurar como a maior doadora para políticos". O empresário disse que, apesar de ter topado, também não queria aparecer como grande doador. Foi então que o dono da Praiamar e da Leyroz, Roberto Fontes Lopes, "grande distribuidor do Grupo Petrópolis", lhe disse que gostaria de doar a políticos.
O dono da cervejaria afirmou que não dava a Lopes o dinheiro para as doações, mas "fornecia 'uma gordura' na negociação dos preços das bebidas que eram distribuídas" pela Praiamar e pela Leyroz.
Em regra, afirmou, o dinheiro saía da Petrópolis a pedido da Odebrecht e depois era "debitado de uma conta corrente" mantida entre a cervejaria e a empreiteira. Nos acertos, segundo Faria, a cervejaria chegava a ganhar descontos da Odebrecht na construção de fábricas.
Faria entregou à PF uma tabela que, segundo ele, distingue as doações que foram feitas pela cervejaria espontaneamente das que foram a pedido da Odebrecht. Entre essas últimas estavam os R$ 6,1 milhões ao DEM em 2014.
A PF também ouviu Lopes, dono da Praiamar e da Leyroz. Ele afirmou que quis fazer doações de boa-fé, para ganhar reconhecimento, e não detalhou as contribuições a Maia.
De julho a novembro a PF tentou ouvir Maia nesse inquérito. Houve um adiamento, a pedido da defesa, mas mesmo assim Maia não compareceu na data marcada. O depoimento foi remarcado para 3 de outubro. Nesse dia, porém, chegou à PF uma petição da defesa argumentando que pedira ao relator do caso no STF, Edson Fachin, para redistribuir o inquérito sob a alegação de que não havia conexão entre essa apuração e a Lava Jato.
A presidente da corte, ministra Cármen Lúcia, decidiu manter o caso com Fachin. A defesa de Maia recorreu, mas a decisão foi mantida.
O advogado de Maia, Danilo Bonfim, disse à Folha que o deputado já foi ouvido pela PF. Ele não quis comentar o teor do depoimento.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou, por meio de sua assessoria, que todas as doações recebidas em suas campanhas respeitaram a legislação e estão registradas na Justiça Eleitoral.
"Maia reitera que confia na Justiça e está à disposição das autoridades, pois tem interesse que tudo seja esclarecido com a maior brevidade possível", diz a nota.
Sobre os três depoimentos à PF que foram desmarcados, a assessoria do presidente da Câmara afirmou que o deputado não pôde ir na data estabelecida e apresentou justificativas que foram aceitas. "Não houve protelação", afirmou.
Com informações da Folhapress.

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente deixa uma pessoa ferida na BA-052 em Ipirá

Uma pessoa ficou ferida em um grave acidente ocorrido na manhã desta terça-feira (23) na BA-052, nas imediações da entrada para o Povoado Coração de Maria, município de Ipirá. De acordo com a ABOMPROCI, eram por volta das 06h30 quando a equipe de socorristas foi acionada para atender uma ocorrência do tipo colisão entre um veículo Punto com placa de Mundo Novo e uma picup Triton com placa de Salvador. Conforme informações, o Fiat Punto trafega no sentido Feira de Santana transportando pessoas para atendimento médico e ao tentar entrar no posto de combustível existente local, colidiu com o pneu traseiro da pic up que acabou vitimando uma senhora que estava abordo do Punto. A vítima, identificada como Maria de Lurdes Oliveira de Souza, 58 anos, sofreu contusões no ombro e no rosto e foi conduzida à UPA de Ipirá. Os outros ocupantes dos veículos nada sofreu. Por Ipirá Notícias com Informações da ABOMPROCI – Associação dos Bombeiros Profissionais Civis e Voluntários de Ipirá

Apadrinhado por ACM Neto na política, Kannário estreará no Festival Virada Salvador

O cantor Igor Kannário foi anunciado como mais uma atração no Festival Virada Salvador, que acontece dos dias 28 a 1 de janeiro na capital baiana, realizado pela Prefeitura de Salvador. O artista fará sua estreia com show completo no dia 30 de dezembro na Arena Daniela Mercury, que fica na Boca do Rio.
Apadrinhado político de ACM Neto, Kannário teve êxito nas eleições deste ano ao conseguir se eleger deputado federal pelo PHS com 52.472 votos. Vale lembrar que no início desse ano, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) abriu inquérito para investigar a contratação do pagodeiro para apresentação no Carnaval de Salvador em 2017. Na época, a prefeitura de Salvador pagou R$ 120 mil pelos shows do artista (relembre aqui).
Além do baiano a festa contará com shows de Anitta, Wesley Safadão, Ferrugem, Luan Santana, Jorge e Matheus, Claudia Leitte, Alok, Kevinho, Matheus e Kauan, Xand Avião, Léo Santana, Daniela Mercury, Simone e Simaria, La Furia, Milton Nascimento e Psirico.

Prefeitura de Ipirá através da Secretaria de Saúde, lança proposta inovadora na promoção da saúde do homem e da mulher

A Prefeitura Municipal de Ipirá através da Secretaria Municipal de Saúde, lança uma proposta inovadora na promoção da saúde do homem e da mulher com o projeto: SE TOQUE! DIAGNÓSTICO PRECOCE É O MELHOR CAMINHO.
Neste projeto durante os meses de outubro, novembro e dezembro serão promovidas as seguintes atividades nas unidades de saúde do município:

*Palestras educacionais em combate ao câncer de Mama, de próstata e outros cânceres e promoção de hábitos saudáveis;
* Ampliar da coleta de sangue para triagem do PSA no Centro Médico do dia 05 a 28 de novembro do pacientes referenciados pelas unidades da atenção primária à saúde(PSF e UBS);
* Realizar exame clínico das mamas;
*Ampliar a cobertura vacinal do público alvo;
* Testagem rápida de Sífilis, Hepatites B e C e HIV em todas as unidades de saúde;
* Coleta de exame preventivo de câncer de colo de útero (nas unidades de saúde (PSF, UBS e Centro médico para os paciente de áreas descobertas)
* Mutirão do exame de mamografia no Ônibus Iti…