Pular para o conteúdo principal

No Brasil, 55% da renda fica com 1% da população



No Brasil, 55% das riquezas estão concentradas nas mãos de 1% da população, indica um relatório sobre desigualdade produzido por um grupo de 100 pesquisadores de 70 países que compara de maneira inédita a distribuição da riqueza a nível mundial e sua evolução em quase quatro décadas.
O estudo foi liderado por Lucas Chancel, da Escola de Economia de Paris, e Thomas Pikkety, autor de "O Capital no Século XXI". O documento, divulgado nesta quinta-feira, 14, mostra que as desigualdades aumentaram profundamente no mundo desde a década de 1980, em particular nos Estados Unidos. Os pesquisadores se mostram preocupados com o possível agravamento da situação até 2050.
Este fenômeno, no entanto, aconteceu com ritmos diferentes, de acordo com as regiões, afirmam os coordenadores do estudo, que apontam um forte aumento das desigualdades nos Estados Unidos, mas também na China e na Rússia, países cujas economias registraram uma significativa liberalização durante os anos 1990.
Nos Estados Unidos e Canadá, este índice passou de 34% a 47%, enquanto na Europa foi registrado um aumento mais moderado (de 33% a 37%). De acordo com o estudo, a parte da riqueza nacional nas mãos de 10% dos contribuintes mais ricos passou de 21% a 46% na Rússia e de 27% a 41% na China, entre 1980 e 2016.
"No Oriente Médio, na África subsaariana e no Brasil, as desigualdades permaneceram relativamente estáveis, mas a níveis muito elevados", afirma o documento, baseado em 175 milhões de dados fiscais e estatísticas resultantes do projeto wid.world (wealth and income database).
'Divergência extrema'
Em 2016, o pódio das regiões e países menos igualitários era formado por Brasil (55% da renda nacional nas mãos do 1% mais rico), Índia (55%) e Oriente Médio (61%), que perfila segundo os autores um "horizonte de desigualdades" em escala mundial.
No Oriente Médio, as desigualdades estão "sem dúvida subestimadas", destaca o relatório, que menciona uma contradição entre as estatísticas oficiais dos países do Golfo e alguns aspectos de sua política econômica, como o crescente recurso a trabalhadores estrangeiros mal remunerados.
Classe média
Entre 1980 e 2016, o 1% dos mais ricos obteve 27% do crescimento mundial. Os 50% mais receberam apenas 12% da riqueza, mas viram sua renda aumentar significativamente. O que não aconteceu com as pessoas entre as duas categorias, cujo "crescimento da renda foi frágil".
As desigualdades vão aumentar ou diminuir no futuro? Em seu estudo, os autores antecipam um novo crescimento até 2050, com base nas atuais tendências. A participação do patrimônio dos mais ricos aumentaria assim de 33% a 39%, enquanto a classe média mundial veria sua participação no patrimônio cair de 29% a 27%.
"Tal evolução não é, no entanto, inevitável", explicam os autores. De acordo com as projeções, as desigualdades aumentarão caso os países sigam a tendência atual nos Estados Unidos, mas podem registrar uma leve queda caso repitam a trajetória da União Europeia.
"Há margens de manobra. Tudo dependerá das decisões tomadas", conclui Thomas Pikkety, que considera necessário um "debate público" sobre as questões.
Fonte 

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem natural de Ipirá morre em acidente na BA-130, entre Mairí e Baixa Grande

Na madrugada deste sábado, 17, aconteceu um grave acidente com vítima fatal, na BA-130, entre os municípios de Mairi e Baixa Grande, localizados na Bacia do Jacuípe. De acordo com informações do site Agmar Rios, houve uma colisão frontal envolvendo um caminhão VW/24.250, de cor prata, placa de São José do Jacuípe-BA e um Fiat/Strada Working, de cor vermelha, placa OZK-1494, licença de Ipirá-BA. Natural de Ipirá, o motorista do Fiat Strada que era conhecido popularmente como Elton, ficou preso nas ferragens, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.  Segundo com informações, ele era servidor público da Prefeitura Municipal de Ipirá. O motorista do caminhão não ficou ferido. O filho dele foi que também estava abordo do veículo, sofreu ferimentos leves, foi levado para o um hospital local, mas passa bem. O acidente aconteceu na Curva do Sebo, no município de Mairi.

Acidente deixa uma pessoa ferida na BA-052 em Ipirá

Uma pessoa ficou ferida em um grave acidente ocorrido na manhã desta terça-feira (23) na BA-052, nas imediações da entrada para o Povoado Coração de Maria, município de Ipirá. De acordo com a ABOMPROCI, eram por volta das 06h30 quando a equipe de socorristas foi acionada para atender uma ocorrência do tipo colisão entre um veículo Punto com placa de Mundo Novo e uma picup Triton com placa de Salvador. Conforme informações, o Fiat Punto trafega no sentido Feira de Santana transportando pessoas para atendimento médico e ao tentar entrar no posto de combustível existente local, colidiu com o pneu traseiro da pic up que acabou vitimando uma senhora que estava abordo do Punto. A vítima, identificada como Maria de Lurdes Oliveira de Souza, 58 anos, sofreu contusões no ombro e no rosto e foi conduzida à UPA de Ipirá. Os outros ocupantes dos veículos nada sofreu. Por Ipirá Notícias com Informações da ABOMPROCI – Associação dos Bombeiros Profissionais Civis e Voluntários de Ipirá

Apadrinhado por ACM Neto na política, Kannário estreará no Festival Virada Salvador

O cantor Igor Kannário foi anunciado como mais uma atração no Festival Virada Salvador, que acontece dos dias 28 a 1 de janeiro na capital baiana, realizado pela Prefeitura de Salvador. O artista fará sua estreia com show completo no dia 30 de dezembro na Arena Daniela Mercury, que fica na Boca do Rio.
Apadrinhado político de ACM Neto, Kannário teve êxito nas eleições deste ano ao conseguir se eleger deputado federal pelo PHS com 52.472 votos. Vale lembrar que no início desse ano, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) abriu inquérito para investigar a contratação do pagodeiro para apresentação no Carnaval de Salvador em 2017. Na época, a prefeitura de Salvador pagou R$ 120 mil pelos shows do artista (relembre aqui).
Além do baiano a festa contará com shows de Anitta, Wesley Safadão, Ferrugem, Luan Santana, Jorge e Matheus, Claudia Leitte, Alok, Kevinho, Matheus e Kauan, Xand Avião, Léo Santana, Daniela Mercury, Simone e Simaria, La Furia, Milton Nascimento e Psirico.